20
MAR
2019

Paróquia em Pacheco recebe Missa dos “Santos Óleos”

A Missa dos Santos Óleos, na Arquidiocese de Niterói, neste ano, será às 19h30 do dia 16 de abril, na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Vicariato Alcântara, na Estrada do Pacheco, 756, Pacheco, São Gonçalo.

A missa dos Santos Óleos, segundo a liturgia da Igreja, é celebrada na quinta-feira santa pela manhã, antes da celebração da Santa Ceia. Em algumas (Arqui)dioceses, esta celebração é antecipada para ocasião mais conveniente.

A dispensa é concedida, tendo em vista razões pastorais, uma das quais, o caso da Arquidiocese de Niterói, é a distância geográfica de algumas paróquias em relação à sede da Arquidiocese, dificultando a participação dos padres, já envolvidos com os rituais próprios da Semana Santa em suas paróquias, e devendo participar, ao mesmo tempo, da missa dos Santos Óleos na Arquidiocese.

Na missa dos Santos Óleos, os padres da Arquidiocese, juntamente com o Arcebispo, renovam os compromissos sacerdotais.

A Missa da unidade ou dos “Santos Óleos” acontece na Quinta-feira Santa e reúne, em torno do (Arce)Bispo o clero da (Arqui)diocese (padres e diáconos) e todo o povo de Deus, ou ao menos uma boa representação das comunidades paroquiais que formam a (Arqui)diocese. Uma vez que esta missa se caracteriza como uma grande ação de graças a Deus, pela instituição do ministério sacerdotal na Igreja, os padres presentes ali renovam as promessas sacerdotais.

Durante esta celebração, o óleo dos catecúmenos e dos enfermos é abençoado, e  consagrado o óleo do Santo Crisma, daí a celebração chamar-se, também, ‘Missa dos Santos Óleos’.

Terminado o rito, os padres voltam para suas comunidades, levando a porção dos óleos para a prática dos sacramentos de seus fiéis.

Entenda o significado dos óleos:

– Óleo dos Catecúmenos: concede a força do Espírito Santo àqueles que serão batizados, para que possam ser lutadores de Deus, ao lado de Cristo, contra o Espírito do mal.

– Óleo dos Enfermos: é um sinal utilizado pelo sacramento da Unção dos Enfermos, que traz o conforto e a força do Espírito Santo para o doente, no momento de seu sofrimento. O doente é ungido na fronte e na palma das mãos.

– Óleo do Crisma: é utilizado nas unções consacratórias dos seguintes sacramentos: depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte; na Confirmação, é o símbolo principal da consagração, também na fronte; depois da Ordenação Episcopal, sobre a cabeça do novo bispo; depois da ordenação sacerdotal, na palma das mãos do neo-sacerdote.

Por João Dias

Deixe um comentário

*

captcha *