08
JAN
2019

Campanha em prol da saúde mental chega ao 6º ano

A Campanha pretende mobilizar a sociedade em favor da Saúde Mental e Emocional, com ações que serão realizadas em várias cidades do país, ao longo do mês de janeiro

O Janeiro Branco é uma campanha que merece muita atenção, e tem como objetivo mobilizar a sociedade em favor da saúde mental, mudando a compreensão cercada de tabus sobre o tema.

Estudos apresentados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e Ministério da Saúde indicam que o Brasil tem experimentado um crescimento vertiginoso das problemáticas relativas à Saúde Mental/Saúde Emocional dos indivíduos e de toda a sociedade.

Segundo o site do projeto, “É preciso compreendermos o conceito de saúde mental de forma ampliada, como um estado de equilíbrio que proporciona bem-estar ao indivíduo e à sociedade, como um todo. Com essa ideia em mente, o Janeiro Branco pretende colocar o tema da saúde mental o máximo possível, em evidência, durante esse primeiro mês do ano, fazendo com que as pessoas reflitam, discutam e atualizem suas ideias sobre o que é a saúde mental na verdade.”

São altos os índices de violência em domicílios, no trânsito ou em escolas, de criminalidade, de suicídios, de alcoolismo, de drogadição, de depressão, de ansiedade, de preconceitos e de outros sintomas relativos a estilos de vida adoecidos, e que colocam em risco o equilíbrio mental, comportamental, espiritual e emocional dos indivíduos e das instituições sociais.

Porém, de acordo com o psicólogo Leonardo Abrahão, idealizador da Campanha Janeiro Branco, apesar da evidente necessidade de se colocar o assunto em pauta, muito pouco ainda se discute a respeito.

“Através da Campanha Janeiro Branco, pretendemos difundir um conceito ampliado de Saúde Mental/Saúde Emocional, como um estado de equilíbrio, sem o qual não é possível viver satisfatoriamente em sociedade. Escolhemos o mês de janeiro para mobilização, pelo fato de que, em geral, no início do ano, as pessoas estão predispostas a pensar sobre as suas vidas em diversos aspectos, e na cor branca, como em uma tela em branco, queremos incentivá-los a desenhar novas possibilidades em suas vidas”, pontua Abrahão.

Segundo o idealizador da Campanha, que a cada dia ganha mais adeptos nas redes sociais e nas cidades brasileiras, viver em uma sociedade individualista, competitiva, hedonista, materialista e consumista torna a vida um permanente desafio. “Os conflitos, os desejos, as ilusões, as ambições, os sistemas culturais e as aparências incitam os indivíduos a uma permanente prontidão dos sentidos, que pode terminar por levá-los à exaustão física, mental e emocional”, afirma Leonardo, que também é escritor e palestrante.

A crença de que a humanidade já acumulou conhecimentos suficientes para ajudar as pessoas a desenvolverem vida mais saudável, e de que todos – indivíduos e instituições sociais – são responsáveis pela promoção da Saúde Mental/Saúde Emocional nas relações humanas, é o motivo do convite lançado à sociedade pela Campanha Janeiro Branco.

“Convidamos todos os cidadãos e profissionais das diversas áreas do conhecimento humano a questionarem-se: como posso usar o que sei a favor da Saúde Mental/Saúde Emocional dos indivíduos? Como podemos favorecer a qualidade de vida e o bem- comestar das pessoas, bem como o equilíbrio emocional, o sentido existencial e a harmonia social em todos os tipos de relações interpessoais que ocorrem em nossas vidas?”, diz Abrahão.

A 6ª edição da campanha Janeiro Branco ocorre em todo o Brasil, com sites voltados às temáticas da psicologia. Instituições sociais e milhares de psicólogos e de psicólogas de todo o país estão aderindo à proposta e organizando ações virtuais e presenciais, em suas cidades, como, por exemplo, compartilhamento de posts, palestras-relâmpago sobre Saúde Emocional em salas de espera de hospitais, em escolas, em espaços públicos e em empresas.

Além de palestras-relâmpago, cidadãos e profissionais da Saúde estão organizando distribuição de fitas brancas em praças das cidades, tira-dúvidas virtuais sobre Saúde Mental e sobre a importância de uma cultura da Saúde Mental na humanidade, entrega de panfletos explicativos sobre Saúde Emocional em escolas, em empresas e a proposição de projetos de lei, aos vereadores e deputados brasileiros, para que cada município e estado declare o mês de Janeiro como o Mês Oficial do Janeiro Branco, e da Conscientização sobre Saúde Mental, nos calendários oficiais das prefeituras e das unidades da Federação. Mais detalhes sobre a Campanha, a sua programação e as suas novidades podem ser encontradas em: janeirobranco.com.br e facebook.com.br/campanhajaneirobranco.

Em Niterói, existe um grupo de assistentes sociais, psicólogos e fonoaudiólogos que abraçaram a campanha e estão se mobilizando para realizar ações: “Nós estamos com palestras marcadas em colégios, sobre o tema de conscientização da campanha e do cuidado com a saúde mental. São gratuitas, e têm apenas o objetivo de alertar a população para a importância do cuidado com a saúde mental e emocional, que na rotina da vida, muitas vezes acaba sendo negligenciada, o que se torna um prato cheio para posteriores adoecimentos, como depressão, ansiedade, síndrome do pânico e outros transtornos” (Paula Barreto, psicóloga organizadora das ações na região oceânica de Niterói)

Como aderir à campanha?

No site  da campanha (www.janeirobranco.com.br) encontram-se todas as informações e materiais disponíveis para você participar deste processo de conscientização e promoção da saúde, no seu próprio espaço de trabalho.  São diversos materiais, como flyers, posts para redes sociais, textos, ideias para mobilizações e formas de abordagem.

Para mais informações sobre as atividades que estão acontecendo em Niterói, bem como contato para palestras, mande e-mail para: saberes.espacomultiprofissional@gmail.com. Quem cuida da mente, cuida da vida! Campanha Janeiro Branco, em prol de uma cultura de Saúde Mental no mundo!

Por João Dias com Bárbara Leal
Informações: janeirobranco.com.br
Arte: divulgação

Deixe um comentário

*

captcha *